As pesquisas norte-americanas sobre a comunicação: a institucionalização de um campo de estudo

Serge Proulx

Resumo


Este artigo recompõe de maneira sintética os principais momentos da constituição da área acadêmica de estudos em comunicação nos Estados Unidos. O autor sustenta que essa conjuntura histórica particular ligada à Segunda Guerra marcou significativamente as condições sociais para a institucionalização do campo conforme as orientações epistemológicas do domínio de estudos então em formação. Enquanto alguns trabalhos realizados por membros da primeira Escola de Chicago estabeleceram uma definição da comunicação como partilha de experiências e como processo de criação de laços sociais entre participantes de uma comunidade democrática, as condições e restrições particulares ao contexto militar dos anos 1940 privilegiaram pesquisas de caráter positivista marcadas pela epistemologia behaviorista e por metodologias quantitativas. É, portanto, um paradigma da comunicação concebida como persuasão que finalmente se afirmou na raiz dessa área de estudos.

Palavras-chave


comunicação; epistemologia; paradigmas; campo acadêmico

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .