O Brasil nas telas: uma análise da cobertura jornalística em dois suportes

Ana Carolina Rocha Pessôa Temer, Marli dos Santos

Resumo


Este artigo é uma continuidade de pesquisas sobre Gêneros Jornalísticos, desenvolvida em parceria entre o Grupo de Pesquisa Jornalismo Contemporâneo, Práticas para a Emancipação Social, do PPGCOM/CÁSPER LÍBERO, e o Laboratório de Leitura Crítica da Mídia, do PPGCOM/UFG. A proposta abrange a reflexão sobre o interagendamento da mídia em relação às denúncias contra o presidente Temer e à cobertura envolvendo a retirada de usuários e traficantes de drogas – a Cracolândia – do centro da cidade de São Paulo. A pesquisa de abordagem qualitativa, com base em Análise de Conteúdo, teve como objetivo observar e comparar de que forma o Jornal Nacional e a Agência Pública, presentes em dois diferentes suportes, apresentam os atores sociais envolvidos nestes fatos. Verificou-se que, embora em diferentes formas de abordagem, os dois suportes trazem discurso hegemônico de ineficiência do Estado e incapacidade dos cidadãos comuns, reafirmando valores e o status quo da sociedade brasileira.

Palavras-chave


jornalismo, jornalismo independente, cidadania, corrupção, Cracolândia.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .