David Bowie, brinquedos adultos e outras dimensões estranhas do universo de Twin Peaks

Fabrício Silveira, Michael Goddard

Resumo


O artigo se baseia, fundamentalmente, na participação na Conferência Internacional “I’ll See You Again. The return of Twin Peaks and generationsof cult TV”, realizada em 21 e 22 de maio de 2015, junto ao Departamentode Arts and Media, na Universidade de Salford, na Inglaterra. Apartir daí, faz um apanhado irregular de questões e ângulos de trabalho em torno da série televisiva lançada em 1990, obra de David Lynch e Mark Frost. Alguns temas ganham particular atenção: 1) os espelhamentos da série no álbum Outside (1995), de David Bowie; 2) a população de adult toys dela extraídos, como produtos derivativos, acionados por fãs em seus mais lúdicos exercícios de afeto e rememoração. Entende-se que, apesar do tom de “reportagem acadêmica” intencionalmente adotado, abrem-se aqui ricas questões teóricas, próprias de um campo deo bjetos em complexa atualização, que demandam procedimentos metodológicos mais regulares e outros aprofundamentos teórico-epistêmicos.

Palavras-chave


Twin Peaks, David Bowie, cultura pop.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .