As Diretrizes Curriculares de Jornalismo e o modelo cartorial de ensino universitário

Afonso de Albuquerque, Marco Antonio Roxo

Resumo


O objetivo do artigo é analisar e discutir os fundamentos históricos e culturais das novas Diretrizes Curriculares dos cursos superiores de Jornalismo divulgadas recentemente pelo Ministério da Educação. Sustentamos que a exigência de diploma superior específico como uma condição sine qua non para o exercício do jornalismo nada tem a ver com a lógica do profissionalismo, como definida por parte da literatura acadêmica. Em vez disso, ela tem raízes profundas na tradição cartorial brasileira, de acordo com a qual o Estado delega a determinadas instâncias da sociedade o poder de conferir certificados aos quais estão associados determinados privilégios. Neste sentido, é essencial entender o lugar que a obrigatoriedade do diploma de jornalista ocupou nesse processo.

Palavras-chave


jornalismo, cartorialismo, corporativismo, sindicalismo

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .