A dinâmica da criminalidade brasileira entre a exclusão social e o crescimento econômico

Olinda Barcellos, Reginaldo Teixeira Perez

Resumo


Este artigo analisa a exclusão social, sob a ótica do crescimento da economia brasileira, como uma das causas do crescente aumento da criminalidade. Considerando que a criminalidade é um dos principais problemas que a sociedade brasileira enfrenta, ao lado do desemprego, é importante que ela seja relacionada ao problema da exclusão social na sociedade brasileira que, em tese, vive numa fase de crescimento econômico. A abordagem metodológica adotada nesta análise tem por base uma revisão teórica da literatura relativa à criminalidade, à exclusão social e ao crescimento econômico. Os dados estatísticos utilizados são oriundos das seguintes fontes: Instituto de Pesquisa Aplicada (IPEA), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Ministério da Saúde – Sistema Informacional de Mortalidade (SIM – Datasus) e a Secretaria Nacional de segurança Pública (SENASP) do Ministério da Justiça (MJ). Os resultados evocam que, segundo os especialistas, a criminalidade deve ser estudada na sociologia, na psicologia, na economia e no direito. De igual maneira, apontam para o fato de que os gestores da área da segurança pública precisam tomar lições com os administradores, visto que estes administram a escassez. Assim, tratar a criminalidade de forma única é impossível. A conclusão versa que a exclusão impulsionada pela elevada desigualdade socioeconômica é um fator relevante para o problema sistêmico da criminalidade.

Palavras-chave: crescimento econômico, criminalidade, exclusão.


Texto completo: PDF



ISSN: 1808-575X - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo