A influência das regiões de fronteira e de variáveis socioeconômicas na criminalidade no estado do Paraná

Jonas Maurício Gonçalves, Francisco Carlos da Cunha Cassuce, Valdir Antonio Galante

Resumo


O presente trabalho buscou apresentar os determinantes da criminalidade no Estado do Paraná, nos anos de 2000 e 2005. A criminalidade tem sido uma das grandes preocupações dos brasileiros nos últimos anos. A busca por soluções para esse problema social aumenta na medida em que a criminalidade evolui. No Paraná, a situação é agravada pelo fato de o Estado estar situado na região da Tríplice Fronteira, reconhecidamente problemática, potencializando os efeitos das variáveis socioeconômicas. Através de uma análise econométrica, constatou-se que aumentos nos índices de educação reduziram os índices de criminalidade em ambos os anos estudados, 2000 e 2005. A variável renda apresentou-se positivamente relacionada ao aumento nos índices de criminalidade no ano 2000. No ano 2005, essa variável não afetou a criminalidade. Os municípios que fazem fronteira com o Paraguai apresentaram, na média, índices de criminalidade mais elevados que outros municípios do Estado do Paraná em ambos os anos estudados, comprovando a influência negativa dessa área de fronteira para o combate à criminalidade no estado.

Palavras-chave: criminalidade, educação, renda, região de fronteira.


Texto completo: PDF



ISSN: 1808-575X - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo