A concentração do mercado de biodiesel no Brasil

Alex Leonardi, Luciana Maria Scarton, Antônio Domingos Padula, Daniel Arruda Coronel

Resumo


O Brasil, mesmo possuindo diversas fontes potenciais para a produção de biodiesel, tem priorizado a utilização de oleaginosas que possam gerar maior emprego de mão de obra, incluindo regiões do país que estão à margem do processo de desenvolvimento econômico. Com esse foco e para regular esse mercado, a Agência Nacional do Petróleo (ANP), desde 2005, estipulou que a venda desse produto aconteceria somente através de leilões. Assim, este artigo teve como objetivo analisar e discutir essa concentração de empresas que participaram dos dezesseis leilões já realizados, utilizando indicadores de concentração tais como o índice de Gini e o índice de Theil, e também o índice de Concentração Parcial (CR). Observou-se, então, que o mercado do biodiesel no Brasil mostrou-se inicialmente mais concentrado, tanto pela menor quantidade de empresas habilitadas quanto pelas suas capacidades de competir num período inicial de produção. Porém, a partir do 4º leilão a quantidade de empresas participantes com capacidade de produzir e participar dos leilões se eleva e, consequentemente, faz com que o nível de concentração diminua, pelo índice CR4. No entanto, os índices de Gini e de Theil, que também levam em consideração os volumes vendidos, demonstram uma elevação na concentração, mesmo que ainda em um nível moderado.
Palavras-chave: leilões, agricultura familiar, índice de Gini, índice de Theil.

Texto completo: PDF



ISSN: 1808-575X - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo