Situando a Economia Solidária no Campo dos Estudos Organizacionais

Pedro de Almeida Costa, Rosinha da Silva Machado Carrion

Resumen


Como campo particular dos estudos organizacionais, a Economia Solidária figura como um desafio intelectual, que impõe ao pesquisador a necessidade de desconstruir e reconstruir o referencial teórico utilizado nas tentativas de aportar inteligibilidade a este campo. A construção de um paradigma próprio de análise institui-se, assim, como condição fundamental para pesquisas em gestão dos empreendimentos solidários. O presente artigo propõe o entendimento da Economia Solidária como um modo de gestão e de organização do trabalho que subsiste, sem ser subsumido pelo sistema de valores dominantes - baseados na lógica liberal utilitarista que se materializa na racionalidade administrativa - e se apresenta como uma alternativa possível de desenvolvimento inclusivo, em sentido amplo. Epistemologicamente, o artigo, de natureza teórico-conceitual, representa o produto da reflexão crítica sobre o campo solidário, a partir das experiências vivenciadas através de atividades de pesquisa e formação, e da interação constante e continuada com o campo.


Texto completo: PDF



Av. Unisinos, 950 - B. Cristo Rei / CEP 93.022-000 - São Leopoldo (RS) Central de Relacionamento Unisinos: +55 (51) 3591 1122 Ext.: 3219

Designed by Jully Rodrigues

 

Licença Creative Commons

This work is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License. Melhor visualizado no Mozilla Firefox