O olhar trágico: regiões, violência e cotidiano

Hélio Sochodolak

Resumo


O objeto do presente texto é tratar das especificidades do que seria um olhar trágico, ou tragicidade, e suas possibilidades teóricas para a historiografia e os estudos sobre regiões. Em que medida os conceitos da tragicidade, tais como os conceitos nietzschianos de apolíneo e dionisíaco e sua dinâmica, poderiam se aproximar de binômios importantes para a historiografia sobre regiões, tais como os de lugares e espaços, estratégias e táticas de Michel de Certeau. Reconhecemos que o trágico se configura como uma instigante alternativa conceitual para a abordagem das narrativas ou relatos do cotidiano e das práticas de violência física ou simbólica, legítimas ou ilegítimas.

Palavras-chave: tragicidade, regiões, história da violência.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/htu.2016.202.10



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
 
 
   
 
 
 
 
 
 
 
 

SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo