Cultura em movimento: Natalie Davis entre a antropologia e a história social

Julia O’Donnell, Leonardo Affonso de Miranda Pereira

Resumo


O artigo analisa a obra da historiadora Natalie Zemon Davis a partir de sua relação com a antropologia. Tomando como eixo o conceito de cultura, especialmente caro à disciplina vizinha, o objetivo é refletir sobre os diálogos explícitos e ocultos da autora com a literatura antropológica e mostrar suas transformações ao longo do tempo. Para tal, dividimos a trajetória acadêmica de Natalie Davis em três momentos: a década de 1970, quando publica seu primeiro livro (Culturas do povo), e que marca sua primeira aproximação com a antropologia; a década de 1980, período da publicação de O retorno de Martin Guerre e de Fiction in the Archives, marcadamente influenciados pelos debates da antropologia interpretativa; e, finalmente, os trabalhos escritos a partir da década de 1990, nos quais a autora formula uma análise mais dinâmica dos processos culturais.

Palavras-chave: Natalie Davis, cultura, etnografia.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/htu.2016.202.02



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
 
 
   
 
 
 
 
 
 
 
 

SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo