A lógica do mito e o lugar do Outro entre os índios do Chaco

Guilherme Galhegos Felippe

Resumo


O artigo apresenta a correlação existente entre as narrativas mitológicas indígenas e as práticas rituais realizadas no cotidiano dos grupos do Chaco. A partir da análise de fragmentos de mitos coletados por missionários do século XVIII e das narrativas mitológicas de grupos chaquenhos contemporâneos, demonstro como os rituais de iniciação, as interdições alimentares e os resguardos cerimoniais eram práticas adotadas por índios e índias como forma de elaborar ações que, ao reviverem certos eventos mitológicos, criavam maneiras de integração entre os membros do grupo e meios de prevenir possíveis infortúnios que os mitos já haviam narrado.

Palavras-chave: história indígena, Chaco, mitologia, rituais de iniciação, mulheres.


Texto completo: PDF



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo