Futebol, nação e representações: a importância do estilo “Futebol-arte” na construção da identidade nacional

Filipe Fernandes Ribeiro Mostaro, Ronaldo George Helal, Fausto Amaro

Resumo


Neste artigo, destacaremos a importância do futebol na construção da identidade nacional nos anos 1930. Nosso suposto estilo de jogo, o futebol-arte, foi construído em densas narrativas e cercado de disputas ideológicas de diferentes correntes sociais nos anos 1920 e 1930, que travavam um debate para definir uma nova ideologia e o que viria a ser a identidade nacional. Apresentaremos aqui o contexto que permitiu a abordagem da miscigenação como algo positivo, demarcando um importante momento da questão racial no Brasil, além de associar tal ideologia de maneira intensa com o futebol, principalmente durante a Copa do Mundo de 1938. Dentre os principais autores e ideias abordados neste artigo, estão, respectivamente, Gilberto Freyre e seu pensamento acerca da identidade nacional, e Serge Moscovici e sua contribuição aos estudos da representação social.

Palavras-chave: futebol, representações, nação.


Texto completo: PDF



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo