A dupla face de Jano: magistrados, famílias de elite e mediação no extremo sul do Brasil entre 1808 e 1831

Adriano Comissoli

Resumo


O fenômeno de brokerage implica a mediação entre um espaço social de alcance limitado e outro de maior amplitude. Aplicamos tal leitura à conexão do Rio Grande de São Pedro com a Corte do Rio de Janeiro. Demonstramos como a tessitura de laços familiares entre magistrados nomeados pelo poder central e famílias de elite localmente enraizadas cria uma ponte que integra ambos os espaços oferecendo-lhes um sentido de unidade. Da parte dos magistrados esta união com a elite local permitiu a ascensão aos cargos políticos de tipo representativo surgidos após a emancipação política do Brasil frente a Portugal. Da parte dos estancieiros-militares componentes da elite abriu-se a possibilidade de expressão política de acordo com um novo linguajar que se disseminava rapidamente nos agitados anos de 1820 e 1830. Embora voltado ao Rio Grande de São Pedro, o estudo demonstra a viabilidade da aplicação do fenômeno a outras províncias do Império brasileiro.

Palavras-chave: bacharel, elite, magistrado, mediação.


Texto completo: PDF



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo