Anticomunismo, Democracia e Geopolítica segundo Pinochet

Ricardo Antonio Souza Mendes

Resumo


Este artigo pretende analisar uma das primeiras obras de Augusto Pinochet Ugarte, intitulada Ensayo sobre um estúdio preliminar de uma geopolítica de Chile en el año de 1965. Personagem que encarna a própria ditadura civil-militar chilena, Pinochet foi professor da Academia de Guerra ao longo dos anos 1960. Este trabalho, fruto da recopilação de anotações elaboradas a partir de suas aulas, apresenta já uma série de considerações acerca da crescente mobilização popular. Questionando a possibilidade de a democracia ser um regime político que possibilitasse ao Estado as ferramentas necessárias para conter a “expansão comunista”, Pinochet sugere que o conceito de democracia deveria ser “modernizado”, que o Estado deveria desenvolver uma política para conter os excessos vindos do exterior e convocava a classe dirigente chilena a criar um muro de contenção contra a expansão do comunismo, todas as propostas feitas ainda ao longo do governo de Eduardo Frei, momento da elaboração de seu Ensayo.

Palavras-chave: anticomunismo, regimes militares, Pinochet.


Texto completo: PDF



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo