O comércio de africanos ladinos e crioulos: vila do Rio Grande (1812-1822)

Gabriel Santos Berute

Resumo


No presente artigo são analisadas as transações de escravos registradas no Livro de Sisas dos Escravos da Vila do Rio Grande, entre 1812 e 1822. Investigamos o perfil demográfico dos escravos negociados e procedemos à análise das características das transações registradas na fonte. Constatamos que se tratava, em sua maioria, de cativos que já estavam estabelecidos na capitania; entre eles, predominavam os africanos e os homens. Quanto às transações realizadas, concluímos que se tratava de um comércio de pequena monta onde preponderavam as transações de no máximo dois escravos que eram realizadas diretamente entre os proprietários, sem a participação de intermediários.

Palavras-chave: escravidão, comerciantes, Rio Grande do Sul.

Texto completo: PDF



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo