Jesuítas e franciscanos perante as culturas e as religiões do Extremo Oriente: o caso da Apologia do Japão e a dramática missionação das Ilhas do Sol Nascente

José Eduardo Franco

Resumo


O artigo faz a contextualização da missionação cristã do Japão no século XVI e analisa o processo que conduziu ao desfecho trágico da história do cristianismo nipónico no século seguinte. Um dos factores que contribuíram para a ocorrência de desentendimentos graves entre os missionários das ordens mendicantes, que entretanto quiseram participar na missionação japonesa, e os missionários jesuítas pioneiros da evangelização das Ilhas do Sol Nascente foi a discordância daquelas em relação aos métodos aculturacionistas usados pelos padres da Companhia. Depois da expulsão dos missionários ocidentais em 1614 e da proibição da prática da religião cristã no Japão, chegou até nós um documento manuscrito da autoria do jesuíta Valentim de Carvalho que propõe uma explicação para este desfecho da actividade missionária ocidental no Japão e faz a apologia do modo de missionar inaciano contra as críticas dos mendicantes, particularmente dos franciscanos. O nosso artigo pretende dar a conhecer e fazer uma primeira análise deste manuscrito que transporta uma importante memória histórica.

Palavras-chave: jesuítas, missionação, Japão, ordens mendicantes, aculturação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/5893



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
 
 
   
 
 
 
 
 
 
 
 

SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo