Memória e patrimônio cultural pelo olhar da escola: a leitura como política e opção metodológica

Rosimar Serena Siqueira Esquinsani, Valdocir Antonio Esquinsani

Resumo


Apresentando resultados de uma pesquisa que discute políticas educacionais visando à qualidade na escola pública, o texto empenha-se em mostrar a literatura como um patrimônio cultural e “lugar de memória”, acenando para a relevância da escola como espaço formador de leitores e instituição essencial para a construção de uma identidade coletiva. Baseando-se em experiências de práticas leitoras realizadas em escola pública de educação básica, bem como de uma pesquisa bibliográfica assentada em noções de cultura, identidade e memória coletiva, o texto reafirma o papel da escola enquanto instituição sociocultural responsável pelo vínculo identitário de um coletivo. Na conclusão, a leitura é apontada como possibilidade política e metodológica que oferece um contributo essencial para objetivar, tornar visível e real a identidade de um povo, marcando suas memórias coletivas e o sentimento de pertença a um dado espaço simbólico e social.

Palavras-chave: leitura, escola, lugar de memória, patrimônio cultural, qualidade na escola pública.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/5075



ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
 
 
   
 
 
 
 
 
 
 
 

SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo