A República no Rio Grande do Sul: política, etnia e religião

René E. Gertz

Resumo


A proclamação da República brasileira, em 1889, foi percebida de diferentes formas pelos vários grupos étnicos e religiosos que compunham a nação, naquele momento. Aqui, são analisadas as reações dos católicos de origem alemã no estado do Rio Grande do Sul, através da fundação do Partido do Centro ou Partido Católico, logo após a instituição do novo regime, bem como as tentativas feitas, sobretudo por luteranos, para fundar um Partido Colonial.

Palavras-chave: castilhismo, catolicismo, imigração alemã.

Texto completo: PDF



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 2236-1782 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo