Tecamebas em sedimentos do rio Tramandaí e da lagoa do Passo, planície costeira norte do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil

Fabricio Ferreira, Itamar Ivo Leipnitz, Carolina Jardim Leão, Marco Antonio Fontoura Hansen

Resumo


O rio Tramandaí e a lagoa do Passo estão inseridos no norte da Planície Costeira do Estado do Rio Grande do Sul. Nesta área, coletou-se 26 amostras de sedimentos siliciclásticos, onde foram identificados 71 táxons com 5.793 espécimes de tecamebas. As espécies dominantes foram Pontigulasia compressa Carter, 1864, Difflugia oblonga f. tenuis Penard, 1890, Centropyxis platystoma (Pénard), 1890 e Cucurbitella dentata var. simplex. f. trilobata Gauthier-Lièvre e Thomas, 1960. As três primeiras espécies foram consideradas constantes, assim como Centropyxis aculeata (Ehrenberg) Pénard, 1902. Avalia-se aqui a composição das espécies existentes nos depósitos de fundo da área de estudo, visando ampliar o conhecimento sobre a distribuição geográfica e a biodiversidade destes organismos na planície costeira do Rio Grande do Sul.

Palavras-chave: amebas testáceas, rio Tramandaí, lagoa do Passo, planície costeira, Rio Grande do Sul, Brasil.

Texto completo: PDF



ISSN: 1983-3628 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo