O ciberespaço e o ethos de Marina Silva

Gislene Feiten Haubrich, Ernani Cesar de Freitas

Resumo


As práticas de comunicação no ciberespaço estão amplamente inseridas no cotidiano e reconfiguram a forma como os sujeitos interagem uns com os outros (e com o mundo). No entanto, elas se mostram desafiadoras às reflexões, principalmente, no que se refere a seus efeitos. À luz dessa perspectiva, o artigo visa identificar e analisar o ethos discursivo de Marina Silva considerando suas estratégias discursivas em interface aos discursos das instâncias cidadã e midiática. O referencial teórico está ancorado em três categorias: (i) representação e discurso, (ii) ciberespaço e memória e, finalmente, (iii) a noção de ethos. A pesquisa é exploratória e tem cunhos bibliográfico e documental, além da análise do discurso. O corpus é composto pelo comunicado de filiação proferido por Marina Silva e divulgado no SRS Youtube, pelos comentários no post referente a ele, disponível no blog “Minha Marina”, e por matérias divulgadas nas páginas do Estadão e da Folha Online. Da análise do corpus percebe-se que, embora o ethos de credibilidade tenha sofrido impactos negativos, o ethos de identificação, relacionado, principalmente, ao caráter, inteligência e humanidade é preponderante.

Palavras-chave: ethos, ciberespaço, Marina Silva.


Texto completo: PDF



ISSN: 1984-8226 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo