Gênero, discurso e gêneros do discurso: contribuições de Carroll, Nichols e Bakhtin para o estudo do documentário cinematográfico

Gustavo Souza

Resumo


A necessidade de marcar limites e fronteiras fez com que, ao longo da história do cinema, ficção e documentário trilhassem caminhos paralelos. Tal separação não se deu apenas na produção de filmes, mas também nos estudos acadêmicos posteriores. Hoje tenta-se estabelecer limites, só que levando em consideração o caráter fluido dos diversos formatos que um filme pode assumir, podendo ser considerado, por exemplo, como gênero ou como discurso. Este trabalho tem a intenção de verificar a possibilidade de diálogo entre essas duas chaves a partir da noção de gêneros do discurso, elaborada por Mikhail Bakhtin. Dado o seu caráter multidisciplinar, esse conceito, por sua capacidade de organizar e orientar a comunicabilidade, permite-nos verificar alguns aspectos caros ao documentário para, muito mais do que reforçar separações, apreender sua natureza constitutiva a partir de um contexto social e histórico que o cerca.

Palavras-chave: documentário, gênero, gêneros do discurso.

Texto completo: PDF



ISSN: 1984-8226 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo