LITERATURA COMPARADA: UMA INTERTEXTUALIDADE ENTRE "O SOM DO CORAÇÃO" E "CHAPEUZINHO VERMELHO"

Job Lopes, Antonio Donizeti da Cruz

Resumo


O interdiscurso consiste em um processo de reconfiguração constante, no qual um conjunto de discursos é levado a dialogar ou a incorporar elementos externos, desenvolvidos fora do seu campo discursivo e com eles produzir sua redefinição. Este artigo tem como objetivo uma análise intertextual entre o filme O Som do Coração e o conto de fadas Chapeuzinho vermelho, analisando a representação que o longa-metragem constrói em relação aos personagens do conto de fadas. O filme conta à trajetória de um garoto a procura de sua família e durante essa busca, a história apresenta personagens com características que dialogam com o conto. Valendo-se dos pressupostos de estudos da linguagem, pretende-se analisar uma obra fílmica com contextos e formações discursivas, nas quais não se desenvolvem discursos homogêneos e singulares partindo de um universo discursivo fechado, ou seja, o discurso cinematográfico redefine-se a partir de uma formação discursiva que é levada a incorporar elementos já construídos, produzindo assim o interdiscurso, desenvolvendo deste modo uma interação entre os dois campos discursivos. Cinema e Literatura unindo-se em um diálogo de personagens e discursos. O filme partindo da estória de Evan Taylor, numa sociedade atual, vivenciando problemas contemporâneos como a exploração infantil e a Literatura como “papel de parede” dessa história cinematográfica, sustentando a caracterização dos personagens e reconfigurando-se a partir de um novo contexto.


Palavras-chave


Intertextualidade; Cinema; Literatura; Discurso.

Texto completo: PDF



ISSN: 1806-9509 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122



Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo