A Reforma do Ensino Médio como expressão da nova hegemonia neoliberal

Ramon de Oliveira

Resumo


Resumo: Objetiva-se mostrar que a reforma do Ensino Médio (LEI 13.415/2017) articula-se ao movimento de legitimação da ordem burguesa em sua versão neoliberal. O movimento metodológico consistiu na análise da documentação legal que a instituiu, tendo como mediação a interlocução com obras voltadas à discussão do Ensino Médio. Destaca-se que ela foi desencadeada sem um amplo debate com a sociedade civil e expressa seu caráter regressivo por demarcar um projeto de formação estruturado pela sonegação de conhecimentos e pelo empobrecimento das práticas formativas. Conclui-se que a reforma do Ensino Médio articula-se ao movimento objetivando assegurar no plano econômico e político uma readequação do Estado na perspectiva de atender aos interesses do grande capital. Seu intuito de valorizar a formação escolar na perspectiva de formar sujeitos produtivos, sujeitos econômicos, é uma clara expressão da subsunção da política educacional aos ditames da hegemonia neoliberal.

Palavras-chave: Ensino Médio; Neoliberalismo; Reforma da Educação

 


Texto completo:

PDF




ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
   


 
 
 
 
 
 
 
 
Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo