Por uma nova Geografia Escolar: a avaliação dos programas e livros didáticos de geografia pela Caldeme

Juliana Miranda Filgueiras

Resumo


Resumo: O artigo examina a avaliação dos programas e livros didáticos de Geografia realizada pelo professor James B. Vieira da Fonseca para a Campanha do Livro Didático e Manuais de Ensino, em 1957. Para tanto, utiliza-se como referência as discussões de Chervel e Choppin, sobre a história das disciplinas escolares e sua relação com a história dos livros didáticos e das políticas públicas para esses materiais. A análise das fontes permitiu verificar que avaliação produzida por Fonseca, ao avaliar manuais didáticos e programas de Geografia para o ensino secundário, se inseria nos diagnósticos produzidos pela Campanha que visavam repensar a educação no Brasil. O autor, professor de Didática de Geografia da Faculdade Nacional de Filosofia, produziu críticas e propôs mudanças para a renovação dessa disciplina escolar, com ênfase na pedagogia moderna e o deslocamento do ensino para a aprendizagem dos estudantes. Em meio as mudanças da escola secundária, os jovens deveriam formar espíritos críticos, reflexivos, conscientes e ativos.

Palavras-chaves: Caldeme, Geografia Escolar, avaliação

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/edu.2020.241.02



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
   


 
 
 
 
 
 
 
 
Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo