A máquina antropológica de Giorgio Agamben e o formato do aparelho repressivo no Cone Sul no pós-ditaduras militares

Danillo Avellar Braganca

Resumo


O presente texto faz leitura de conceitos fundamentais para a obra de Giorgio Agamben propondo, a partir disso, uma leitura de questões políticas do cotidiano e da estrutura de poder que ainda pode ser percebida como ativa nesta parte do mundo. A mistura de autodescrição, operação com conceitos e análise bibliográfica define-se como a metodologia encontrada para concretizar a proposta deste texto. Fala-se aqui em máquina antropológica como conceito central para entender as experiências de poder e a manutenção do aparelho repressivo nos países do Cone Sul, todos eles acometidos por ditaduras militares nos últimos 50 anos, o que deixou marcas ainda perceptíveis, ou, aprimoradas, nas relações de poder, segurança pública e razão de segurança nestes países. O resultado é a definição de uma resistência possível, dentre muitas outras, que dialoga com a interrupção ou suspensão do funcionamento deste aparato repressivo, tendo como exemplo o efeito que a interrupção ou suspensão do funcionamento da máquina antropológica teria sobre a vida e as formas-de-vida.


Palavras-chave


política; ditadura; aparelho repressivo; máquina antropológica; Cone Sul

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. O aberto: o homem e o animal. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

AGAMBEN, Giorgio. Estado de exceção:[Homo Sacer, II, I]. São Paulo: Boitempo, 2015.

AGAMBEN, Giorgio. Signatura Rerum. São Paulo: Boitempo, 2019.

DOS SANTOS, Laymert Garcia. Viva a morte! Coleção Pandemia. São Paulo: n-1 edições, 2019.

ESPOSITO, Roberto. Bíos: Biopolítica e Filosofia. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2016.

MBEMBE, Achille. Necropolítica. São Paulo: n-1 edições, 2018.

PELBART, Peter Pal. O avesso do niilismo. São Paulo: n-1 edições, 2018.

TELES, Edson. O que resta da ditadura? São Paulo: Boitempo, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122