Mulheres com HIV/AIDS: reações ao diagnóstico

Tânia Maria Cemin Wagner, Denise Rasia Bosi

Resumo


O diagnóstico de soropositividade ao HIV é recebido com impacto e, quando a infecção ocorre por parceiro em união estável, coloca em jogo muito mais do que a fidelidade pressuposta, abalando a confiança e as expectativas depositadas nesse parceiro. Além disso, as mulheres são biologicamente mais vulneráveis a essa infecção. O objetivo foi investigar as percepções de mulheres que relatam terem sido infectadas por parceiro em união estável no momento da revelação desse diagnóstico e após um tempo dessa notícia. O estudo é transversal qualitativo do tipo exploratório. Contou com 11 mulheres vivendo com o HIV que foram infectadas pelos parceiros e que fazem acompanhamento no Ambulatório de Infectologia DST/AIDS de Caxias do Sul. Elas foram entrevistadas a partir de um roteiro semiestruturado, com gravação e transcrição. Constatou-se o relato de desespero no momento do diagnóstico, pois essa notícia era inesperada e dificuldades em revelar o diagnóstico à família, enfrentando a doença sozinhas.

Palavras-chave: mulheres, HIV/AIDS, diagnóstico.


Texto completo: PDF



ISSN: 1983-3482 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [Atualizado em 26/09/2016].

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo