Inventário de Depressão Infantil (CDI): uma revisão de artigos científicos brasileiros

Laura Poll Gomes, Érica Baron, Ana Celina Garcia Albornoz, Juliane Callegaro Borsa

Resumo


Apesar do consenso entre profissionais da saúde quanto ao reconhecimento dos sintomas depressivos na infância e na adolescência, seu diagnóstico ainda apresenta dificuldades. A literatura aponta o Inventário de Depressão Infantil (CDI) como um instrumento bastante utilizado para medir este construto. O presente estudo revisa os artigos científicos sobre o CDI, publicados em periódicos brasileiros no período de 2000 a 2010. Verificou-se que a maior parte das pesquisas foi conduzida a partir de 2005, no contexto escolar, com meninos e meninas e com o objetivo de verificar a associação de sintomas depressivos e variáveis psicossociais. As pesquisas reportaram bons índices de confiabilidade para o CDI, contudo, houve diferenças quanto à sua estrutura fatorial. Evidencia-se, assim, a necessidade de novos estudos que apontem novas evidências de validade do CDI como um instrumento útil para avaliar sintomas depressivos em crianças e adolescentes.

Palavras-chave: revisão, depressão infantil, CDI, avaliação.


Texto completo: PDF



ISSN: 1983-3482 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [Atualizado em 26/09/2016].

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues