Concepções de gêneros discursivos nas abordagens sociossemióticas

Maria Margarete Fernandes de Sousa, Maria das Graças Soares Rodrigues

Resumo


Neste artigo, fazemos uma reflexão teórica sobre as concepções de gênero nas abordagens sociossemióticas. Temos como objetivo mostrar de que forma as concepções vigentes nessas teorias convergem e/ou divergem entre si, o que pode causar confusão e incompreensão por parte de usuários menos experientes e de professores do ensino básico quanto à terminologia e à própria conceituação. Seguimos os pressupostos teóricos dos autores reconhecidos como representativos das diferentes abordagens, como Halliday e Hasan, Estrutura Potencial Genérica; Martin, Teleológica; Fowler at al, Linguística Crítica; Kress, Discursivo-Semiótica; e Fairclough Análise Crítica do Discurso. Após revisão teórica, analisamos os pontos exponenciais acerca das concepções de gênero focalizadas nessas abordagens e constatamos que há pontos comuns e conflitantes entre elas que podem levar a incompreensões e a dificuldades quanto ao que entendem por gêneros discursivos. Contudo, concluímos que é pouco provável se chegar a uma concepção consensual em virtude da própria natureza do objeto.

Palavras-chave: revisão; concepções de gêneros; abordagens sociossemióticas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/cld.2020.181.10



SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202