Uma análise discursiva da tecnologia de automatização na produção do conhecimento

Juliana de Castro Santana, Paula Chiaretti

Resumo


Partindo dos pressupostos da Análise de Discurso, este estudo se propõe a problematizar de que modo a noção de língua como um sistema autônomo, complete e fechado em si mesmo, imaginariamente apartado da exterioridade que lhe confere sentidos, afeta a produção de conhecimento no espaço digital e na sociedade. Nossas discussões partem da análise de trechos de um vídeo que explica como funciona e qual a função do primeiro advogado robô do Brasil, que utiliza uma tecnologia conhecida como Inteligência Legal Melhorada. Além disso, procuramos lançar um olhar discursivo para os fundamentos teórico-linguísticos que parecem orientar a automatização dos processos de produção de conhecimento, tomando como base alguns postulados de autores como Chomsky e Pêcheux. Nossas análises nos permitem vislumbrar uma intrínseca relação entre um imaginário de língua ideal e aquele que diz respeito ao funcionamento da tecnologia de automatização de dados e de informações, tão recorrente na sociedade atual.

Palavras-chave: inteligência legal melhorada; produção do conhecimento; tecnologia de automatização

 


Texto completo: PDF



SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202