Fatores pragmáticos da textualidade e o uso de charges nas séries finais do ensino fundamental: uma aproximação possível

Rodrigo Aparecido dos Santos, José Otavio Baldinato

Resumo


O presente artigo é resultado de uma pesquisa de mestrado que abordou o uso de charges no ensino fundamental. Com o objetivo de aliar um melhor ensino de ciências ao desenvolvimento da competência leitora dos estudantes, elaboramos atividades baseadas em questões sociocientíficas (QSC) representadas por charges e as aplicamos em três salas de nono ano de uma escola municipal de Poá/SP. Apresentamos os resultados de uma atividade envolvendo charge e de um questionário que procurou levantar as impressões dos participantes sobre esse modelo de abordagem. A análise de conteúdo aplicada sugere que a maioria dos estudantes demonstra não compreender fatores pragmáticos da textualidade considerados essenciais ao pleno exercício da competência leitora. Fatores como a intertextualidade e a intencionalidade são mais facilmente percebidos pelos estudantes, enquanto a situacionalidade e aceitabilidade se mostram mais difíceis, sendo registrados em menos de um terço das respostas dos 49 estudantes que participaram da pesquisa.

Palavras-chave: ensino de ciências; competência leitora; charges 

 


Texto completo: PDF



SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202