Identidades docentes e a ética discursiva nas interações sugeridas nas consígnias de abertura no contexto da educação a distância

Autores

  • Rita de Cássia Souto Maior Universidade Federal de Alagoas
  • Lilian Soares Figueiredo Luz Instituto Federal de Alagoa

Resumo

A Educação a Distância vem se reestruturando devido a historicidade própria dos processos sociais e de mudanças interacionais das relações humanas, resultantes também de características pós-modernas. Tudo isso nos faz refletir sobre a reestruturação das identidades sociais nesse contexto o papel do/a docente no processo de ensino e aprendizagem e a necessidade de uma reflexão sobre as interações ético-discursivas no processo de ensino, a partir de revisão dos significados da profissão. Desse modo, baseando-nos na perspectiva da Linguística Aplicada, temos o objetivo de refletir sobre a relação entre propostas de interação entre professor/a-aluno/ a e identidade docente. Como pressupostos metodológicos, a partir da abordagem qualitativa de pesquisa, utilizamos o estudo de caso e a análise de produções textuais das consígnias de disciplinas do curso de Letras do Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB), oferecido pelo Instituto Federal de Alagoas (IFAL). Concluimos que as práticas linguístico-discursivas do gênero consígnia sinalizam indícios identitários dos/as docentes, a partir da construção das escolhas ético-discursivas do/a professor/a, que compõem os aspectos interacionais entre os/as interlocutores/as no  ambiente virtual de aprendizagem. Esses aspectos são construídos e reconstruídos a partir desse contexto instável da contemporaneidade.

 

Biografia do Autor

Rita de Cássia Souto Maior, Universidade Federal de Alagoas

Doutora e mestre em Linguística pelo Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística (PPGLL) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e graduada pela Faculdade de Letras (FALE/UFAL), atua como professora na graduação e na Pós-graduação da Fale/UFAL. Atualmente é coordenadora de Graduação Presencial da Faculdade de Letras/UFAL, Coordenadora do Programa Institucional de bolsa de Iniciação à docência em Letras/Português (PIBID/Letras/Português) e Coordenadora do Idioma Sem Fornteiras de Língua Portuguesa como Língua Estrangeira ou Adicional. Integra a Comissão Editorial da Revista Leitura (PPGLL) e da Revista Saberes Docentes em Ação (SEMED/AL) e o Conselho Editorial da Revista Práticas de Linguagem (UFJF). Participante do Grupo de Estudos Ensino e aprendizagem de línguas, desenvolve pesquisas sob a perspectiva da Linguística Aplicada, articulando reflexões sobre a prática de sala de aula e os estudos discursivos, com os seguintes temas: Ethos, Estudos argumentativos, Produção Textual em Língua Portuguesa, Estudos de Identidade e Formação de Professores.

Palavras-chave: educação a distância; identidade docente; interações ético-discursivasem consígnias.


Lilian Soares Figueiredo Luz, Instituto Federal de Alagoa

Possui graduação em Letras - Língua Portuguesa pela Universidade Federal de Alagoas, especialista em Língua Portuguesa e Literatura pela Universidade Cidade de São Paulo e Academia Alagoana de Letras e mestra em Linguística Aplicada (PPGLL/FALE/UFAL). Atualmente é professora de ensino médio do Instituto Federal de Alagoas, Campus Satuba e professora do curso de Especialização em Linguagens e Práticas Sociais, Campus Murici - IFAL. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Linguística Aplicada, atuando nos seguintes temas: formação de professores e identidade.

Downloads

Publicado

2019-03-20

Como Citar

Souto Maior, R. de C., & Luz, L. S. F. (2019). Identidades docentes e a ética discursiva nas interações sugeridas nas consígnias de abertura no contexto da educação a distância. Calidoscópio, 17(2), 395–413. Recuperado de http://www.revistas.unisinos.br/index.php/calidoscopio/article/view/cld.2019.172.10

Edição

Seção

Artigos