O papel dos metagêneros na construção do gênero: um fator de estabilidade genérica?

Valfrido da Silva Nunes, Maria Inez Matoso Silveira

Resumo


Este artigo visa a discutir o modo como alguns metagêneros se constituem como um fator relevante para a estabilidade genérica do memorando nos sistemas de atividades administrativas do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), Campus Recife, no período compreendido entre 1973-2014. Do ponto de vista teórico, o presente trabalho filia-se centralmente aos Estudos Retóricos de Gêneros (ERG), perspectiva que defende o gênero como ação social motivada por situações retóricas recorrentes, principalmente por meio dos estudos de Carolyn Miller, Charles Bazerman e Janet Giltrow. Quanto aos aspectos metodológicos, esta investigação configura-se como descritivo-interpretativa, fundamentada na análise documental, cuja natureza é qualitativa. Os resultados indicam que os verbetes de dicionários e os manuais de redação oficial constituem-se como forças conservadoras que contribuem para a manutenção do memorando como um gênero bastante formatado.

Palavras-chave: Estudos Retóricos de Gênero, metagênero, memorando.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/cld.2018.162.12



SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202