Paisagem linguística e repertórios em tempos de diversidade: uma situação em perspectiva

Mariana Schuchter Soares, Raquel Santos Lombardi, Ana Claudia Peters Salgado

Resumo


Este trabalho discute a realidade dinâmica e crescente em termos de contatos linguístico-culturais na cidade de Juiz de Fora (MG), em tempos de (super)diversidade. Desconstruímos a ideia de que a cidade é monolíngue através da observação de sua paisagem, que não é só linguística, mas também social. Para isso, recorremos aos conceitos de paisagem linguística de Shohamy e Gorter, de repertórios comunicativos de Rymes e de repertórios espaciais de Otsuji e Pennycook. Assim, através de um estudo qualitativo etnográfico, ainda em andamento, baseado em notas expandidas e fotografias, notamos que a nova realidade pode ser favorável a variações na língua e na cultura locais, modificando os repertórios comunicativos dos indivíduos presentes nesse cenário.

Palavras-chave: superdiversidade, paisagem linguística, repertórios comunicativos.


Texto completo:

PDF




SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202