Práticas hipermodais dos fãs de Glee no Tumblr: desviar para crer

Marcelo El Khouri Buzato, Rafael Salmazi Sachs

Resumo


Motivado pelo processo que tem sido chamado de convergência das mídias, este trabalho apresenta a figura do fã do seriado televisivo Glee (veiculado no Brasil no canal TV Fox desde 2009) como “produsuário”, isto é, como sujeito da cultura digital cujas práticas discursivas põem em xeque a distinção tradicional entre os papéis de produtor e consumidor (ou usuário) midiático. As práticas estudadas são caracterizadas pela exploração intensiva da hipermodalidade, entendida como associação produtiva entre multimodalidade, multimidialidade e hipertextualidade, apoiada em tecnologias digitais de informação e comunicação. Utilizamos como corpus produções textuais publicadas por dois fãs de Glee na plataforma de blogagem Tumblr entre dezembro de 2011 e fevereiro de 2012. Mapeamos o processo semiótico que resultou nos referidos posts desde cenas pertinentes originalmente veiculadas na TV e os analisamos utilizando princípios e métodos da Semiótica Social, bem como insights da Teoria Ator-Rede incorporados por semioticistas por meio do conceito de ressemiotização. Os resultados evidenciaram que os sujeitos, ao manipular os elementos trazidos dos episódios originais, não só construíram mudanças orientacionais, representacionais e organizacionais que desviaram os sentidos implicados na narrativa, como também sustentaram, a partir da reflexão sobre sua própria prática, representações identitárias coletivas que os distinguem de espectadores “comuns” e os motivam a interpelar conteúdos oficiais com uma atitude investigativa. Discute-se, em conclusão, a possibilidade de exploração das práticas de fãs no fomento a letramentos críticos na educação formal.

Palavras-chave: convergência midiática, ressemiotização, letramentos críticos.


Texto completo:

PDF




SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202