Desvio e estigma: caminhos para uma análise discursiva

Liana de Andrade Biar

Resumo


O presente artigo revisa teoricamente o conceito goffmaniano de estigma – caro aos estudos discursivos e educacionais no Brasil – em um percurso que recupera sua relação com a sociologia do desvio capitaneada por H. Becker e suas raízes na Escola de Chicago. O artigo se propõe a lançar um olhar discursivo sobre tais noções sociológicas, refletindo sobre os modos como uma análise da fala-em-interação pode ser produtivamente utilizada na sua compreensão. Especificamente, reivindica-se o uso de categorias de análise oriundas da sociolinguística interacional e da análise de narrativa, tendo em vista a produtividade dessas noções para o exame do trabalho retórico que sustenta o entendimento das noções de desvio e estigma.

Palavras-chave: desvio, estigma, face, narrativa.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/cld.2015.131.11



SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202