A complexidade do ensino em contexto multilíngue em Moçambique: políticas, problemas e soluções

Alexandre António Timbane

Resumo


O presente trabalho aborda a problemática de educação em Moçambique onde o português concorre com línguas bantu faladas pelas crianças quando chegam na escola, principalmente nas zonas suburbanas e rurais. Questiona-se quais os problemas que enfermam o ensino em Moçambique? Avança-se a hipótese de que o fracasso resulta da política e do planejamento linguístico acrescido à fraca formação dos professores. O trabalho discute questões de ensino de português nas escolas primárias; debate-se a influência da política linguística e; explica, sugere caminhos para a educação bilíngue. É uma pesquisa documental que analisa pesquisas, teorias e dados oficiais que tratam do assunto cruzando com experiências práticas como professor em Moçambique. Da pesquisa se conclui que há necessidade de incentivar a educação bilíngue, principalmente nas zonas rurais e suburbanas, mas deve-se apostar na elaboração de materiais do tipo dicionários, gramáticas e manuais escolares para que as crianças tenham a oportunidade de aprender na sua língua materna, direito concedido pela UNESCO.

Palavras-chave: educação bilíngue, política linguística, línguas Bantu.


Texto completo: PDF



SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202