O último ensino de Lacan: há algo para além da linguagem

Adriane de Freitas Barroso, Ilka Franco Ferrari

Resumo


A centralidade da instância simbólica no ensino de Jacques Lacan tornou-se ícone de sua contribuição à psicanálise. Contudo, podemos afirmar que o que chamamos de três momentos do ensino lacaniano é o traçado de um percurso que parte desse enfoque na linguagem, mas desemboca na constatação de que o real é condição ineliminável, que subjaz à cadeia significante. Tal conclusão fez Lacan alterar radicalmente conceitos, criar outros e estabelecer a existência de uma escrita que ultrapassa a produção de sentido e a intenção de comunicação: a escrita do gozo no corpo, que tem como destino o gozo em si, e não o endereçamento ao Outro. O presente trabalho visa, a partir de uma pesquisa teórica pela obra de Lacan e de alguns de seus principais leitores contemporâneos, a centrar foco neste último momento do ensino lacaniano, definindo a centralidade do real.

Palavras-chave: sujeito, simbólico, gozo, escrita, letra.


Texto completo:

PDF




SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202