O mito da “língua fácil” na aprendizagem de espanhol por falantes brasileiros – aspecto lexical

Terumi Koto Villalba

Resumo


Fazendo um recorte drástico no conhecimento lexical, hoje entendido como um conjunto de informações semânticas, morfológicas, sintáticas e formais (ortografia e pronúncia), uso o aspecto semântico como instrumento de descrição do conhecimento de espanhol que o falante adulto brasileiro desenvolve ao longo de um continuum limitado pelo período escolar para tratar do mito de língua fácil construído com base na proximidade entre as duas línguas implicadas. Nesse sentido, constata-se que o desempenho do aluno brasileiro não é tão satisfatório na produção escrita, pois o progresso se dá de forma mais lenta do que se poderia prever, apontando para o uso da transferência como mecanismo de apoio que, a partir de um determinado momento, passaria a funcionar como elemento bloqueador.

Palavras-chave: aprendizagem de vocabulário, apoio na língua materna, mito de língua fácil.

Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6202 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto gráfico: Jully Rodrigues


 

SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo