Aquisição da linguagem por crianças surdas – investigações sobre o léxico

Lodenir Becker Karnopp

Resumo


Confrontando-se línguas de sinais com línguas orais, três importantes aspectos são colocados na literatura: princípios e universais lingüísticos compartilhados entre línguas de sinais e línguas orais, especificidades de cada língua e restrições devidas à percepção e produção de cada modalidade. Considerando estas questões, muitos pesquisadores afirmam que línguas orais e línguas de sinais compartilham um conjunto de princípios lingüísticos subjacentes, pois ambas são produtos do cérebro humano e apresentam a mesma função. O presente artigo aborda a aquisição da linguagem, trazendo evidências de princípios lingüísticos compartilhados por crianças surdas e crianças ouvintes, a partir de investigações realizadas na Língua de Sinais Americana (ASL) e na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).

Palavras-chave: surdos, língua de sinais, aquisição da linguagem, léxico.

Texto completo: PDF