O papel da pesquisa em aquisição de segunda língua na formação do professor de língua estrangeira: apreciações sobre alguns encontros e desencontros

Luciene Juliano Simões

Resumo


Neste artigo, teço algumas considerações acerca da seguinte e importante questão para a pesquisa sobre a aprendizagem de uma segunda língua: dentro de que quadro de pressupostos tal área de pesquisa poderá trazer respostas úteis às questões que se colocam os professores de língua estrangeira com relação a suas práticas? No que toca a pressupostos fundamentais sobre a aquisição da linguagem, é possível traçar um limite de tal forma que, de um lado, estarão abordagens da aquisição que podem ser reunidas sob o rótulo de ‘cognitivistas’ e, de outro, aquelas a que me refiro como ‘sociointeracionais’. O argumento a ser desenvolvido é o de que, considerando tudo o que torna o ensino de uma segunda língua um terreno de reflexão e de teorização educacional, a abordagem mais profícua é aquela advinda de aportes sociointeracionais. A fim de tecer tal argumentação, primeiro reviso estudos cognitivistas da ASL, em seguida reviso estudos sociointeracionais, e, finalmente, procuro comparar as contribuições que dão como guias e recursos para as práticas do professor e como áreas fundamentais na formação do professor.

Palavras-chaveaprendizagem de segunda língua, formação de professores, interação em sala de aula, período crítico.

Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6202 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto gráfico: Jully Rodrigues


 

SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo