Lingüística de córpus: o lugar da fusão entre semântica e pragmática

Milena Uzeda Garrão

Resumo


Este artigo apresenta a importância da faceta empírica do fenômeno lingüístico, algo bastante discutido em virtude da crescente utilização da Lingüística de Córpus como instrumento teórico. Traz algumas breves considerações filosóficas sobre essa linha de pensamento; apresenta o seu desdobramento dentro da Lingüística e mais especificamente no domínio de Processamento de Linguagem Natural. Discute também a viabilidade e a acuidade de uma visão eminentemente pragmática para lidar com o fenômeno lingüístico. Finalmente, conclui ser essa perspectiva a mais profícua para uma agenda de estudos da linguagem com objetivos aplicados (como por exemplo, a tradução e ensino de português como segunda língua) e para a lexicografia.

Palavras-chave: teorias lingüísticas, empirismo, PLN, lingüística de corpus.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/5999



SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202